Notícias  » Geral

CONTRA-ATAQUE # 71 – Chuteira Analógico Vs Chuteira Millennial

           

A turma millenial vai crescendo e conquistando seu espaço, sem esquecer que maturidade é algo que vem com o tempo
O Chuteira de Ouro voltou. Um tanto diferente. Pelo menos para o jornalista Murillo Magaroti, de volta a casa após quase 3 anos afastado do jornalismo chuteirense. Ele estranhou a ausência de algumas equipes em meio à surpresa pela revelação de novos estágios para outros times. Natural, pois a pré-pandemia da Covid-19 (começou como Coronavírus) trazia um cenário com 84 equipes espalhadas pelas cinco tradicionais séries – sem contar a Copa Estrelato e o Chuteira Master. A retomada oficial do melhor campeonato amador de futebol society do Brasil, no último sábado, colocou 70 times em disputa (queda de 16,6% no número de times). Para efeito comparativo, o Chuteira 100, no ano passado, teve 54 equipes nas 5 divisões (ou seja, aumento de quase 30%). Porém, seja com 84, 54 ou 70 equipes, o Chuteira é grande, assim como as emoções que ele nos proporciona.
 
Pois a primeira rodada nas séries Prata, Bronze, Aço e Chuteira 5 começou empolgante – como sempre foi e sempre será. Dessa vez não teve tanta nostalgia por parte deste colunista: a abertura do Chuteira 100 foi mais saudosa (leia aqui). Mesmo assim, a nova configuração das divisões traz a garantia de que a qualidade e a dedicação dos jogadores perante suas equipes se mantêm. Veja o Loloverpool: já está na Série Prata. Arrancou elogios do adversário da estreia, pelas vozes do capitão Gennaro e do técnico Jairo Ferreira: o Absolutos fez páreo duro, mas Charbel, Phelps e cia. trataram de colocar a juventude loloverpoolniana em evidência. É uma espécie de elo de ligação entre o ‘Chuteira Analógico’ e o ‘Chuteira Digital’.
 
Conversando com Vavá – um dos líderes do Loloverpool – após o jogo, veio a questão natural da juventude, sobre como ele visualizava o futuro de sua equipe daqui por diante. A resposta é simples, pois times como Loloverpool, Vendetta, Danonight e, agora, Cozinha da Villa e Zona Nossa, chegaram às respectivas Copa Estrelato como sérios candidatos a brilharem nas duas principais divisões do Chuteira. Esses times, entre alguns outros, merecem as séries Ouro e Prata num futuro próximo. Porém, o recomeço ainda mostrará novas facetas a serem observadas.
 
"Nosso problema é força física, não é?". A pergunta de Vavá é pertinente, mas é preciso fugir da pegadinha. Não é apenas massa muscular o caso do Loloverpool. A equipe estreou na Prata com uma média de idade na faixa dos 22 aos 24 anos. Hoje, a maioria dos times prateados e da Ouro tem, em média, algo em torno de 28/29 anos – idade ideal para um futebolista praticar o esporte. Tudo porque, segundo especialistas em fisiologia e outros profissionais da área, é consenso que é o auge da forma física e mental para o homem. Logo, tanto Vavá quanto seus companheiros podem atacar de Popeye e comer muito espinafre que, mesmo assim, não será suficiente ainda.
 
Para o Loloverpool e demais elencos com juventude e qualidade técnica, a chave do sucesso é a maturidade: individual e coletiva. O que diferencia uma equipe vencedora das demais é a capacidade mental de suportar todas as pressões existentes perante um jogo. Isso terá de ser bem conversado em cada preleção. O caso Lelo pode ajudar a ilustrar. No semestre passado, o seu Vendetta jogava contra o Magnatas na fase de grupos do Chuteira 100|Prata, numa partida realizada no meio da semana. Em determinado momento, Lelo teria levado um tapa (ou cotovelada) numa disputa de bola. Pela sua indignação, aparentemente foi proposital o ocorrido, mas, num átimo de segundo, o olho nu quase não enxerga o lance. Óbvio que a arbitragem não enxergou agressão pela rapidez da jogada. Lelo ficou revoltado com os homens do apito até o final da partida. Desestabilizado psicologicamente, acabou desconcentrando a si e aos companheiros, e o Vendetta perdeu aquela batalha. Porém, dali para frente, a maturidade de Lelo foi um dos fatores determinantes que levaram o Vendetta ao título da edição comemorativa.
 
Se alguém te disser que, em relação às séries do Chuteira, é tudo a mesma coisa, aí vai um alerta: fuja de perto dessa pessoa. Vavá e Loloverpool vão começar a conviver com outro nível de jogo. As reclamações são diferentes; o ritmo dos jogos, em outro patamar. Na Prata e na Ouro raramente entra a expressão "campeonato de playboy" tanto ouvida nos corredores. Aliás, foi algum jogador que definiu bem um dos sinais de maturidade. “É até pior, pois a ‘playboyzada’ se prepara fisicamente e nos exige melhor condicionamento para encarar o Chuteira” foi falado por algum jogador para este colunista, mas confesso que não lembro o autor para dar os devidos créditos. Mesmo assim, é uma frase impactante para análise.
 
Enquanto alguns players preferem atribuir o próprio fracasso, em determinado match, para algum playboy do time adversário, outros vão entendendo como lidar com o jogo chamado Chuteira de Ouro. A mistura de classes econômicas dá um sabor especial aos certames. Porém, quando a bola rola, a língua falada é a mesma, e quem está com o idioma grego na ponta da língua será fadado à lamentação enquanto seu adversário alcança a maturidade suficiente falando a língua do Chuteira de Ouro.
 
Acesso liberado – Três partidas ocorreram na abertura do Chuteira2k22 com clima de decisão de grupo. Na Série Bronze, tudo se encaminhava para a igualdade em 1 tento, mas o atual campeão do Chuteira 100|Aço não segurou o entusiasmo de Guh, Guguinha e cia.: o Soberanos perdeu para o GW Altino no final (1 x 2) em partida importante do Grupo A logo de cara.
 
Já na Série Aço, a goleada do Fúria sobre o Originais (7 x 1) mostra que o DNA de guerreiros da turma liderada por Sucão continua tinindo: larga bem no Grupo B. Enquanto isso, no Chuteira 5, Cozinha da Villa e Zona Nossa reeditaram a semifinal da última Copa Estrelato e o empate diz muito sobre o equilíbrio do confronto – é a terceira igualdade em três partidas entre as equipes. Sem dúvida, são os times mais fortes do Grupo A e, quem escorregar nos próximos jogos, não irá à Aço ganhando o grupo.
 
Farra com os dias contados – A partir da 2ª rodada, quem não tiver documento físico, não joga! Até o último sábado foi permitido a apresentação de documento digital aos anotadores e anotadoras, mas agora tudo será diferente: ou deixa o documento em papel, ou deixa o celular. Uma terceira via será negada!

Comentários

Total (0)