Notícias  » Jogos

Lenarduci brilha e É Verdadeee vence a primeira no retorno à Ouro

       

Com grande atuação do arqueiro, equipe de King (bem-vindo de volta) aproveitou as chances que teve e conseguiu segurar o Resenha
 O É Verdadeee conseguiu passar pelo Só Resenha com muita dificuldade, sendo pressionado até o minuto final da partida. A atuação de Lenarduci foi a chave para a vitória, já que a equipe criou pouquíssimas chances de gol, provando ser um time oportunista. Nenhum jogador teve uma grande destaque, mas o que contou foi a atuação coletiva do É Verdadeee. Pelo lado do Resenha, Mirandinha acrescentou ao meio de quadra da equipe, mas não o suficiente para fazer a diferença. Faltou gana e oportunismo para o time, que deve pensar em reagir logo e não apenas na reta final do torneio, como foi no ano passado.

Os cinco minutos iniciais foram completamente mornos. As equipes pareciam estar com um pé atrás, e acabaram se respeitando além da conta. As finalizações sequer chegavam nas mãos dos arqueiros. O primeiro lance considerável da partida aconteceu aos 11 minutos, com Rodrigo Toscano, que recebeu de Bruno na entrada da área e colocou a redonda no canto direito de Robertinho, inaugurando o marcador da partida: 1 a 0. O Resenha chegou bem ao ataque com Jorge Melki. O camisa nove carimbou a trave com uma pancada da entrada da área. Logo em seguida, Mirandinha chutou em cima de Lenarduci, que fez um milagre no rebote aproveitado por Joelson, a meio metro do arqueiro.

O Resenha começou a ter mais posse de bola, mas não conseguia transformar seu domínio em chances de gol. A marcação do É Verdadeee atuava de uma maneira muita sólida, na qual os jogadores demonstravam muita confiança. Os lances de perigo novamente sumiram de quadra. Algumas finalizações de longa distância do Resenha passavam perto, mas não chegavam de fato a assustar Lenarduci. Nos minutos finais da primeira etapa, a marcação do É Verdadeee relaxou, e acabou vendo Chupeta arrancar pela direita e chutar cruzado, colocando o Resenha em igualdade no placar: 1 a 1.

O Resenha voltou para a segunda etapa com a mesma postura dos minutos finais da primeira, sendo mais agressivo e objetivo; o É Verdadeee agora apostava em contra-ataques. Aos 2 minutos, Nilmar carimbou o travessão de Robertinho do meio da rua. O Resenha respondeu com Jorge Melki, que matou no peito dentro da área, e chutou firme no canto direito. Lenarduci fez mais um milagre.

O É Verdadeee surpreendeu aos 10 minutos. Apesar da ampla posse de bola do Resenha, Fúria aproveitou uma sobra na entrada da área, e encheu o pé no canto direito de Robertinho, que nada pôde fazer no lance, 2 a 1. O Resenha continuou apostando na mesma estratégia, sufocando o EV cada vez mais. Aos 14 minutos, Flávio chutou de longe, e Lenarduci salvou novamente. Dessa vez, o arqueiro foi buscar a redonda no ângulo, demonstrando uma agilidade incrível.

O decorrer da partida foi de pressão do Resenha e de forte marcação do É Verdadeee. Faltava mais capricho nas finalizações da equipe do técnico Trovão. Após ter sido pressionado pela torcida, o treinador colocou Mirandinha de volta ao jogo. O camisa 8 dava mais movimentação ao time, mas não o suficiente para furar o bloqueio formado pelo sistema defensivo e pela muralha chamada Lenarduci.

Nos minutos finais, o Resenha teve sua última chance com Joelson. O pivô encheu a bomba da linha da área, mas Lenarduci novamente operou um milagre, se tornando o grande nome em quadra, garantindo uma vitória suada logo na reestreia do É Verdadeee na Ouro.

O É Verdadeee tem pela frente o clássico com o Roletinha, enquanto o Só Resenha pensa em reabilitação diante do Di Primeira.

Ficha técnica:

É Verdadeee 2 x 1 Só Resenha – 1ª rodada do XVI Chuteira de Ouro

Gols: Rodrigo Toscano e Fúria (EV), Mirandinha (SR)

Cartões amarelo: Vitinho (SR); Bruno Barbosa (EV)

MVPs: 1 - Rodrigo Toscano (6 – EV), 2 - Fúria (7 – EV), 3 - Mirandinha (8 – SR)

Comentários

Total (1)
  1. Papa Burguer SNG 11-09-2013 01:11:49

    Vitinho tomando cartão não é novidade....Mira é monstro só falta marcar...kkkkk