Notícias  » Jogos

Bacana elimina Só Resenha no melhor jogo das oitavas

       

Apesar do equilíbrio, Bacana é mais eficiente nas finalizações e segue para tentar o título
O Bacana conseguiu passar pelo Só Resenha com certa dificuldade. A trave acabou tendo uma participação especial no jogo, visto que a mesma foi acertada pelo menos sete vezes durante os 50 minutos. Com grandes atuações de Matheus e João Werner, o Bacana esteve sempre à frente do placar e quase deixou que o Resenha se recuperasse, mas em um contra-ataque mortal Lê Leme decretou a vitória para a equipe, que vem forte para a próxima fase.

Uccella fez bom jogo, mas não evitou derrota; Lê Leme finda jejum e deixa sua marca duas vezes

O jogo começou a 200 por hora. Logo no primeiro minuto, Arthur Caruso carimbou o travessão após um rebote de Robertinho. Em seguida, Jorge Melki também fez a trave trabalhar. Após chute de Rafael Uccella de longe, o camisa 7 acabou perdendo uma chance incrível de abrir o placar. No minuto seguinte, Joelson quase fez de cabeça, se não fosse uma grande defesa de Guido. O camisa 11 ainda teve outra grande oportunidade dentro da área no lance seguinte, mas acabou chutando completamente torto.

Após o bom momento do Resenha, o Bacana cresceu no jogo e tomou o controle da posse de bola. As únicas chances de gol da equipe vinham dos pés de Rafael Uccella, que regia a equipe em quadra. Pelo lado do Bacana, João Werner quase fez um golaço da ponta direita, se não fosse um milagre feito por Robertinho, que foi buscar no ângulo esquerdo. O Resenha respondeu novamente com Joelson, que aplicou um chapéu na marcação e quase marcou uma pintura, se não fosse ela... a trave, que já havia se tornado um dos destaques do jogo.

O Bacana continuava melhor, mas o setor defensivo da equipe ainda não havia se encontrado em quadra. O Resenha não soube aproveitar esse mau momento defensivo do adversário e acabou diminuindo muito os ritmos de seus ataques. Aos 20 minutos, Lê Leme recebeu na área e conseguiu tocar com oportunismo para finalmente abrir o placar para o Bacana: 1 a 0. A última chance do resenheira na primeira etapa veio dos pés de Feijão em cobrança de falta no canto direito de Bruno Guido, que foi buscar.

O Bacana voltou para a segunda etapa com a mesma postura do início da primeira, atacando com praticamente todos os seus jogadores. Logo no primeiro minuto, Matheus arriscou de longe e contou com um desvio na marcação adversária para enganar Robertinho, aumentando a vantagem: 2 a 0. O Resenha diminuiu logo em seguida, com Rafael Uccella, que recebeu no meio e chutou firme no canto direito. A pelota tocou na trave e entrou do outro lado, 2 a 1.

Aos 11 minutos, Arthur perdeu uma chance incrível de marcar o terceiro após receber na área completamente livre. Robertinho salvou mais uma vez. Dois minutos depois, Alemão roubou a bola no meio de quadra e chutou no meio do gol. Dessa vez, Robertinho falhou feio e acabou cedendo o terceiro tento ao Bacana. O Só Resenha não se abateu e foi buscar o segundo gol três minutos depois. Após boa jogada de Jorge Melki, Mirandinha recebeu na área e só desviou para o gol, 3 a 2.

Trave teve papel fundamental na partida, mas também a velocidade de João Werner, destaque do Bacana

O Resenha cresceu muito no jogo, não deixando o Bacana sequer passar do meio de quadra. Porém, as chances de gol da equipe de Joelson eram raras. A marcação do Bacana fazia uma excelente partida, o que dificultava ainda mais alguma reação do adversário. Aos 17 minutos, em um bom contra-ataque puxado por João Werner, o camisa 16 cruzou para Lê Leme, que só teve o trabalho de se esticar e empurrar para o gol para decretar a passagem do Bacana para a próxima fase.

Nos minutos finais, o Resenha enfim dominou completamente o Bacana, mas continuava tendo dificuldades para se infiltrar na área adversária. A última chance da equipe foi com Joelson, que acertou uma linda cabeçada após cobrança de escanteio. A redonda acabou carimbando o travessão. Logo em seguida, Mirandinha também acertou a trave da ponta esquerda. O Bacana se segurou até o apito final e selou a passagem para as quartas de finais, quando encara o Arouca Jrs..
 
Ficha técnica

Bacana 4 x 2 Só Resenha – pelas oitavas-de-final do XVI Chuteira de Ouro

Gols: Lê Leme (2), Matheus e Alemão (B); Rafael Uccella e Mirandinha (SR)

MVPs: 1 – Matheus (B), 2 – Rafael Uccella (SR), 3 – João Werner (B)

Comentários

Total (0)