Notícias  » Jogos

CAAAALADOS. SENTA AÍ...

       

Senta os Alunos vira o jogo, mas relaxa e toma empate do Malaco no fim
O Senta os Alunos teve um embate de gente grande contra o Malaco, sofreu gols, impôs a virada, caminhava à passos largos para a terceira vitória no Estrelato, mas cochilou no final e permitiu o empate em 4 x 4. A partida foi uma das mais animadas do certame, visto que a cada gol que um fazia, saía a igualdade logo em seguida. Só Nicão provou-se o estudante mais aplicado e anotou três pontos, isto é, gols, na meta adversária, mostrando que é mais fácil aprender na hora do que deixar para estudar com as tarefinhas de casa.
 
Logo no início, Keller recebeu uma bola na entrada da área, e sem qualquer combate, chutou forte, tendo a zaga afastado para a linha de fundo. Na cobrança de escanteio e depois de muito bate-rebate, a bola sobrou mais uma vez para o camisa 14 que, de primeira, mandou uma bomba por cima da meta.
 
Após uma cobrança de falta em que Cabelinho espalmou, Denizio aproveitou a sobra e, com o gol aberto, mandou um balaço no travessão que quase derrubou a trave. Nisso, a bola caiu nos pés de Tambasco que, também livre de marcação, mandou para fora.
 
O desperdício de oportunidades dos Alunos acabou indo parar no boletim permanente deles, isso porque em contra-ataque, toda a linha de frente do Malaco envolveu a defesa contrária, até chegar ao domínio de Thur na linha de fundo. O camisa 10 cruzou certinho para Renê Augusto só empurrar para o gol vazio. 1 x 0! Augusto ainda tentou aumentar a vantagem no lance seguinte, ele limpou a jogada na frente de Gui Telles e, mesmo de sua intermediária, mandou uma pancada que acabou indo por cima do gol.
 
Nesta altura, os alunos estavam mais focados em tentar o empate e encurralando o adversário. Já os malacos estavam afobados, tentando afastar qualquer perigo que rondasse a sua área. Calixto, por exemplo, era o mais tranquilo, e quando ele roubava uma bola, que seus companheiros teimavam em perder, ele pedia calma e os orientava.
 
Num momento de pura lucidez e oportunismo, Shunay foi lançado na grande área adversária e bateu forte no ângulo esquerdo, só que a bola caprichosamente bateu no travessão e foi para fora. Por muito pouco não entrou. Em seguida, Keller disparou pela esquerda e os zagueiros não conseguiram acompanhá-lo. Ao chegar dentro da área, chutou cruzado, a bola triscou o pé da trave esquerda de Negueba e foi para fora.
 
O lance do empate dos alunos foi qualquer coisa de incrível. Nicão ganhou uma disputa pelo alto contra dois marcadores, e quando a bola desceu, ele disparou uma cacetada no ângulo direito de Cabelinho. 1 x 1! Não demorou muito e saiu a virada. Cabelinho espalmou um chute para a frente e a sobra caiu nos pés de Nicão, que não perdoou: bola para o fundo da rede. 2 x 1! Após o reinício, Calixto recebeu uma bola de costas para o gol, tendo girado e batido forte no canto esquerdo de Negueba, que voou e fez uma linda defesa de mão trocada, mandando para a linha de fundo.
 
Gordinho bateu o escanteio de forma muito perspicaz: à um palmo da entrada da área, a bola vinha rolando mansamente até explodir no ângulo esquerdo de Negueba, após o chute de Keller, que vinha correndo sem qualquer marcação. Gol, e que golaço. 2 x 2! Após passe de Keller, Gordinho obrigou Negueba a mandar para escanteio. Na cobrança, o próprio Gordinho acionou seu ataque, tendo a bola chegado em Calixto, que guardou na meta depois de um cochilo dos alunos. 3 x 2!

Na virada para o segundo tempo, Nicão acordou seu time e empatou mais uma vez. Gui Telles cobrou escanteio e ninguém apareceu para dar o corte, então, o camisa 80 foi lá deixou seu nome na prova. 3 x 3! Em ótima trama de contra-ataque, Calixto passou por toda a defesa e cruzou da esquerda para a direita, a bola correu em frente ao gol e Renê Augusto não alcançou de carrinho porque com a chuva que fazia na hora, a redonda correu demais devido ao gramado molhado. Na sequência, o próprio Renê Augusto teve a chance de pôr os ‘vigaristas’ à frente no placar. Recebeu na esquerda e mandou uma pancada, que só não entrou porque a bola explodiu na trave esquerda. A jogada seguinte foi um balde de água fria no Malaco. Denizio cobrou escanteio e a bola chegou na frente, isto é, nas costas de Tassi que, de propósito, mandou de chaleira para o fundo do gol. Cabelinho não viu um pelo à sua frente e nada pôde fazer. 4 x 3!
 
Os minutos seguintes foram de sufoco para os alunos, pois na ânsia de irem logo para o recreio, acabaram recuando demais e permitindo as investidas do Malaco. Renê Augusto passou uma bola da esquerda para a direita e ninguém apareceu para conferir. Keller teve também sua chance, mas perdeu frente ao goleiro adversário. No apagar das luzes, apareceu o Mutley que salvou o Dick em troca de uma medalha. Calixto encontrou Thur entrando na área adversária. O camisa 10 bateu na saída de Negueba, decretando o empate. 4 x 4! O resultado mantém o Senta no grupo de classificados, enquanto o Malaco encerrou sua participação no torneio com 5 pontos.
 
Ficha técnica
 
Malaco 4 x 4 Senta os Alunos – 6ª rodada da IV Copa Estrelato
 
Gols: Renê Augusto, Keller, Calixto e Thur (M); Nicão (3) e Tassi (SA)
 
Cartões amarelos: Renê Augusto (M); Zé (SA)
 
MVPs: 1 – Nicão (Senta os Alunos); 2 – Renê Augusto (Malaco); 3 - Keller (Malaco)

Comentários

Total (0)