Notícias  » Jogos

Só Resenha vence embola grupo

       

Placar de 6 x 1 não deixa Coringa encostar na liderança do grupo e embola o meio da tabela
O Só Resenha dominou boa parte do jogo e virou o primeiro tempo vencendo por três gols de diferença. O Coringa pouco pode fazer devido à pressão sofrida e a derrota não deixou a equipe dividir a liderança com o Mulekes no final da rodada.
 
O Resenha começou com tudo e abriu o placar logo aos três minutos. O goleiro Gui, do Coringa, estava fora da área ajeitando o meião. Ele não percebeu a bola chegando ao ataque, Joelson ajeitou para Jorge Melki, que mandou por cobertura para fazer 1 x 0.
 
Muita reclamação com arbitragem e placar elástico ao Resenha

Mesmo com o gol relâmpago o Coringa conseguiu equilibrar a partida. Careca, pela ponta esquerda, girou e bateu cruzado para fora. Jorge Melki respondeu para o Só Resenha da mesma forma e também mandou pela linha de fundo.
 
A equipe do Coringa tentava o empate, mas pecava na hora da finalização. Felipinho arriscou chute frontal de fora, mas mandou por cima. Quem acabou marcando foi o Só Resenha. Ao chutar cruzado da intermediária pela direita, Chupeta fez o segundo. O time aproveitou o embalo e, quatro minutos mais tarde, fez o terceiro, outra vez com Jorge Melki. O camisa 7 roubou a bola na meia esquerda e chutou cruzado, a bola bateu na trave antes de entrar.
 
O Coringa quase diminuiu a vantagem antes do término do primeiro tempo. Rafinha bateu rasteiro da entrada da área e Pirulão defendeu. No último lance da primeira etapa, Junior pegou de primeira no alto pela direita da área e mandou na rede pelo lado de fora.
 
A reta final começou com o Coringa tentando tirar a diferença no placar. Silas teve oportunidade da entrada da área, mas chutou por cima. As equipes começaram a perder grandes chances de fazer o gol. Primeiro Jorge Melki entrou livre pela direita e bateu por cima do gol. Depois Rafinha, pelo Coringa, puxou da esquerda para o meio e bateu rasteiro para a defesa com o pé de Pirulão.
 
Depois das chances perdidas vieram os gols para compensar, três em um pequeno intervalo de tempo. Cão não perdeu a oportunidade que teve. Aos nove minutos, o camisa 45 recebeu na direita da área e tocou entre as pernas do goleiro fazendo 4 a 0. Dois minutos depois Diogão recebeu livre na direita da área e bateu no canto esquerdo para diminuir o prejuízo do Coringa. A equipe não teve muito o que comemorar: um minuto e meio depois, Joelson, em cobrança de escanteio pela esquerda, antecipou e fez de cabeça para os alviverdes.
 
A goleada já estava concretizada. Para o Coringa restava apenas diminuir o saldo negativo. Gui Frederick até tentou ao girar e finalizar da entrada da área, mas o goleiro defendeu com o pé. Para fechar o caixão ainda deu tempo de Jorge Melki avançar pelo meio, puxar para a esquerda da área e bater para o gol, anotando 6 x 1 para o Resenha. Dé Correia ainda tentou deixar o seu para diminuir a vantagem, mas, livre no meio da área, bateu por cima. Já o Só Resenha não fez o sétimo porque Joelson, de fora da área, chutou para a defesa do goleiro Gui, que mandou para escanteio.
 
O Só Resenha vai tentar encostar nos líderes contra o SNG na próxima rodada. Já o Coringa pega o vice-líder do grupo, o Med Taubaté.
 
Ficha Técnica
 
Coringa 1 x 6 Só Resenha – 4ª rodada do XVII Chuteira de Ouro
 
Gols: Diogão (C); Jorge Melki (2), Chupeta (2), Joelson e Cão (SR)
 
Cartões amarelo: Junior, Jéhmires, Fabinho e Chupeta (SR)

Cartões vermelho: Léo Cidrão (C); Fabinho (SR)
 
MVPs: 1 – Jorge Melki (SR); 2 – Chupeta (SR); 3 – Joelson (SR)

Comentários

Total (4)
  1. Luis Henrique Só Resenha 04-04-2014 14:32:24

    Cidrão No gol de empate que você está mencionando, o jogo estava parado devido a lesão do vitinho, e o jogo nem havia sido reiniciado, o seu jogador que chutou a bola sem qualquer autorização da arbitragem......e é bom reiterar as atrocidades que os árbiros cometeram a ponto de ineditamente eles serem "expulsos" no intervalo de jogo e substituídos


    Luis Francisco de Oliveira Santos Só Resenha 04-04-2014 08:21:54

    Leonardo, vc tem razão em seus comentários, mas de toda a lambança que ocorreu, a pior foi a troca da arbitragem pela Organização, no intervalo do jogo, a qual ficou muito humilhante e constrangedor para todos, pois demonstra a incompetência de quem contrata os arbitros. Ainda, lembrando um outro penalti claro no segundo tempo que um juiz mostrou a marca do penalti, e o outro juiz, o Marcelo mostrou escanteio. Por arbitragens assim é que o campeonato cai no descrédito. Lamentável


    Victor Baldin Só Resenha 03-04-2014 12:06:29

    Falou tudo L. Cidrão!!!


    Leonardo Cidrão Coringa 03-04-2014 08:36:55

    A matéria não citou a lambança do juiz no primeiro gol deles? Não citou nosso gol de empate que o juiz anulou? Não citou o penalti claro pro Resenha que o juiz não deu? Não citou a expulsão dos juízes no intervalo? Quem lê a matéria acha que foi um jogo comum, não a atrocidade que aconteceu no playball! Parabéns ao Resenha que teve mais cabeça e matou o jogo...