Notícias  » Jogos

SAAD PROFETA

       

Maestria e Oscuro terminam empatados, falham nos shoot outs (9 de 10), mas Saad não decepciona e coloca Papinha e cia. na semifinal
Ao término da etapa inicial, Saad saía da quadra, quando fiz uma brincadeira ao dizer que só foi tentar tocar na bola que os árbitros decretaram o fim do período. Ele olhou para a mesa de reportagem e disse que “marcaria um gol”. Até aí, tudo bem, já que praticamente todos os jogadores falam isso aos colegas da imprensa – além de pedirem insistentemente para serem MVPs. Porém, mal sabia que o camisa 7 do Maestria seria o “cara” da classificação ao anotar o único tento do time no tempo regulamentar e, depois de uma verdadeira aula de “como não bater shoot out”, ousou em aplicar uma cavadinha, soltou um “vapo” e garantiu presença na semifinal. Promessa é dívida, não é verdade?
 
O confronto contra o empolgado, porém, bipolar Oscuro teve certo domínio maestro durante os 50 minutos, mas não foi aquele massacre da eliminatória anterior. A equipe de Decão se posicionou bem na quadra defensiva, estacionou uma frota de ônibus dentro da área e dificultou as ações ofensivas. Pouca emoção nos minutos iniciais, com o Maestria querendo impor o seu talento e Papinha resolveu abrir uma chapelaria após receber lançamento de Perna. Deixou dois na saudade ao aplicar a “touca” e deu de biquinho no poste direito. Quase tivemos um golaço! No lance seguinte, Bologna usou a cabeça para finalizar, mas Gian não teve dificuldades em executar a defesa.
 
Em quadra, Saad quis seguir os passos do colega 10 e mais um chapéu dado no defensor oscuro, acelerou pela direita, mas na hora da nota máxima, um recuo miserável nas mãos de Gian. Calma, o senhor ainda vai se consagrar na partida. Confia!  A primeira investida do Oscuro veio por volta dos 15 minutos com Bologna se atrapalhando com a posse da bola, Caioba ganhou na raça, avançou e chegou a dividir com Bona, sobra de Thi, mas o tiro passou à esquerda.
 
Antes do intervalo, o Maestria engatou duas boas chances de abrir a contagem, ambas criadas por Jorge pelo lado direito. Na primeira, velocidade máxima no setor, encontrou espaço e mandou um tiro rasteiro, mas Gian caiu no canto esquerdo e colocou para fora. Depois, outro avanço do 22 maestro, corte para o meio e paulada destinada ao ângulo direito, porém, o guarda-metas oscuro fez uma defesaça e nada de gol nos 25 minutos iniciais!
 
Enquanto os times trocavam de lado, eis que o nosso personagem soltou a profecia de que marcaria o seu gol. Com a bola rolando, o Maestria iniciou apertando a defesa adversária e, na falta cobrada por Soga, Decão não segurou a batata quente, Saad foi com vontade para dar aquela bicuda, mas acabou furando, tentou consertar e errou o passe. Desse jeito, o seu gol não vai sair, meu consagrado! Tenha calma! A resposta do Oscuro veio no escanteio de Gu na segunda trave, Lucas Da Riva subiu no terceiro andar, Bona segurou e não largou mais. Duelo começava a esquentar!
 
As equipes seguiam trocando ações ofensivas e Papinha deixou Da Riva na saudade, levou pancada por todos os lados e se manteve de pé, esperou a definição de Decão e tocou rasteiro, mas a redonda ousava em não entrar – beijou o poste esquerdo! Quase um golaço daqueles de sair da quadra e pagar outro ingresso! Do lado oscurense, Milo ficou no chão, pediu falta, porém teve vantagem. Thi pegou a sobra e Bona foi monumental ao voar na gaveta direita e executar um DEFESÃO! Réplica maestra: Decão fez reposição na fogueira para Telo, Soga foi esperto e bateu a carteira, mas atirou em cima do arqueiro adversário. Outro escanteio!
 
Quando o empate sem gols era a grande pedida, para decepção da torcida, que abarrotou as arquibancadas, eis que um lance de pura sorte transformou a arena em um verdadeiro carnaval. Eram 15 jogados quando Papinha encontrou espaço na cozinha adversária e mandou um tirambaço rasteiro na trave direita, no entanto, a zaga tentou despachar para longe, mas a pelota explodiu em Saad e matou Decão, que se esticou todo e viu a esfera morrer no fundo da rede. Ufa, Maestria! Olha a profecia do Saad! Sem querer, mas é gol! 1 x 0!
 
O duelo ficou ‘bão’ demais da conta! O Maestria chamou o Oscuro para sua quadra e por pouco não levou o empate no lance seguinte, quando Milo arriscou de longa distância e Bona mergulhou no canto esquerdo. Aos 20 minutos, falta perigosa a poucos passos da área, Lipe tomou distância e apontou para onde chutaria, mas o travessão foi amigo de Bona e impediu a igualdade.
 
Instantes finais, Ítalo prestes a matar a partida, finalização rasteira e Decão salvou! O rebote sobrou para Papinha, era hora do 10 se consagrar, mas Da Riva tirou em cima da linha. Monumental! Resposta oscura, paulada de Milo e olha o Bona espalmando para corner outra vez! Lance perdido lá e cá! Que jogo! Até que, aos 24 minutos, Gu levantou no segundo pau, a defesa falhou no corte e Da Riva teve gol aberto para empurrar. Olha o Oscurão apagando fogo com gasolina! Um verdadeiro pandemônio a poucos minutos do tempo regulamentar! 1 x 1!
 
No último lance, cruzamento de Zamba da esquerda e quase Thi jogou contra o patrimônio, para alívio de Decão, que viu o melão se perder sobre a meta. Que final louco! Precisamos respirar um pouco e teremos disputa de shoot outs!
 
Hora de separar os homens dos meninos e as duas equipes pecaram demais nas execuções. Na primeira série, os goleiros se destacaram pegando três cobranças cada. Lipe, Thi e Nog pelo lado oscuro, enquanto Zamba, Buza e Papinha pelo Maestria. Lá vamos nós para o clássico um contra um e o responsável por levar o Oscuro para esta série, Da Riva, tirou demais de Bona e chutou à direita. Já Soga encheu a barrinha de chute e mandou lá no Viaduto Pompeia. Tá difícil sair um golo!
 
Na quinta cobrança, Fá também buscou o canto direito, mas perdeu a chance de colocar os oscurenses em vantagem. Chegou a hora e vez do nosso personagem! Saad pegou a bola, trocou aquela ideia e não quis repetir os erros dos colegas. Ao trilar do apito, o 7 maestro correu poucos metros, viu Gian cair e emendou uma cavadinha marota no canto direito. Pode comemorar com “vapo”, artilheiro! O Maestria passou, foi melhor durante o tempo regulamentar e na semifinal terá pela frente o Midfielders. Promessa de um grande jogo pela frente.
 
Ficha técnica
 
Maestria 1 (1) x (0) 1 Oscuro  – Quartas de Final do Chuteira Juniors
 
Gols: Saad (M); Lucas Da Riva (O)
 
Cartões amarelos: Bona, Soga e Saad (M)
 
MVPs: 1 – Papinha (Maestria); 2 – Lucas Da Riva (Oscuro); 3 – Saad (Maestria)

Comentários

Total (0)