Notícias  » Jogos

NO INÍCIO E NO FIM!

       

Kiwi é melhor que o Oscuro, vence bem e lidera o Grupo B
Jogo muitíssimo emocionante entre Kiwi e Oscuro abriu a manhã de jogos do último sábado. Após marcar com 30 segundos e abrir boa vantagem no primeiro tempo, o Kiwi fez grande jogo e foi superior ao Oscuro em praticamente toda a peleja. Mesmo crescendo na etapa final, o Oscuro não foi páreo para o Kiwi, perdeu por 3 x 1 e saiu de quadra ainda zerado na competição.
 
Dentro das quatro linhas, o Kiwi demonstrou que, desde o início, viria pra buscar a vitória. E não é força de expressão não. Com mais ou menos 30 segundinhos de bola rolando, Fumagalli recebeu-a aberto na esquerda e, sem deixar o Oscuro sentir a calibragem da pelota, trouxe pra dentro e disparou uma bomba, sem chances para Gian. 1 x 0! Que início arrasador do Kiwi! 
 
Um gol assim muda todo o panorama do jogo. Se o Oscuro já precisava do resultado por ter sido derrotado na estreia, começar levando um gol assim só aumentava a pressão. Do outro lado, o Kiwi começava confiante, rodando a bola com facilidade com Alemão, Lipe, Puglisi e Lum. O Oscuro não optava por marcar pressão logo de início, mesmo perdendo o jogo e contando com praticamente um time de campo entre os suplentes.
 
O jogo foi se desenrolando e o Kiwi mostrou porque buscava a liderança do Grupo B. Puglisi foi encontrado na direita e perdeu a oportunidade. Parou em Gian, que começava a se destacar e fez grande defesa. O Oscuro tinha dificuldades na criação e pouco incomodava no início. A primeira boa trama veio quando Gu lançou Milo, e o oscuro 31 rolou pra Caioba chegar batendo cruzado pra fora. 
 
Era justamente Gu quem começava o jogo mais aceso do lado oscurense. Sofreu falta perigosa do pendurado Fumagalli. Na batida, primeira bola no alvo e defesa de Adas no meio do gol. Interessante destacar a pagada geral do goleirão depois da falta, puto com abertura que a barreira deu. 
 
O Kiwi foi construindo uma atuação sólida e criando diversas oportunidades de gol. Puglisi, de novo, foi esperto e interceptou um passe da defesa do Oscuro. Na hora de finalizar, Gian espalmou, a bola subiu e Puglisi tentou finalizar de novo, mas saiu fraquinho e a defesa do Oscuro conseguiu cobrir o gol. Que lance! 
 
A blitz seguia. Dessa vez foi Spara quem antecipou e tentou finalizar de biquinho pra mais uma defesassa de Gian, na pontinha dos dedos! O Oscuro se segurava como podia e pouco perigo oferecia. Quando ofereceria, a juizada parou o contra-ataque oscurense com Telo e assinalou uma falta perigosíssima para o Kiwi. Os ânimos do Oscuro já não ficaram mais normais. Na cobrança, Lipe bateu firme e Gian apareceu de novo para evitar o gol no seu ângulo! 
 
O primeiro tempo foi correndo e a marcação do Oscuro seguia frouxa, algo que dificultava muito, já que o Kiwi - entrosado de outros carnavais - tocava bem a pelota e rodava fácil. Sem falar que o Oscuro, teoricamente, não precisava se preocupar com desgaste, visto o seu grande número de reservas. Enfim, quem dava as cartas era o Kiwi, mesmo com o placar magro. 
 
Alemão era outro que queria jogo e aparecia bem. Primeiro ele tentou o já tradicional chute de fora, mas mandou à esquerda. Depois, ele lançou uma bola com açúcar no peito de Lipe, mas no que o kiwi 11 dominou, a bola deu uma escapada e a finalização saiu. Nessa Gian já estava caído, não daria pro arqueiro. 
 
Não querendo ser repetitivo, mas a única boa arma do Oscuro no primeiro tempo era a luta de Gu por espaço. Em uma ligação direta, ele conseguiu ser mais rápido, amorteceu e recebeu falta de Lum. Era o que tinha pro Oscuro, tentar através das bolas paradas o que não conseguia com a bola rolando: incomodar o Kiwi. Na batida, Fá mandou pra fora. 
 
Nada dava certo pro Oscurão; quando a jogada parecia que daria, como no bom passe em profundidade de Drinho para Tumtum, a bola corria demais, a marcação chegava etc. O coletivo não estava funcionando. Do outro lado, só faltava um segundo gol mesmo pra coroar o bom primeiro tempo. Lipe até tentou na tabelinha com Alemão depois do escanteio, mas Gian cortou o cruzamento forte. Pediu tempo o Oscuro. 
 
Na volta, quando pensávamos que o Oscuro mudaria a postura, quem logo marcou foi o Kiwi. Stein penteou a bola pra canhota e bateu rasteiro pra mais um quase gol. De tanto ficar no quase as jogadas foram se refinando. Até que Lipe fez um belíssimo pivô, com a bola no alto, e deixou na medida para Torkar entrar na área, olhar para o gol e basicamente bater uma penalidade. 2 x 0! Gol pra lá de justo pelo que foi o primeiro tempo e final de etapa melancólico pro Oscuro. 
 
Depois de longa conversa no intervalo, o jogo voltou um pouco mais parelho. Todavia, seguia sem criatividade o Oscuro, com a bola levantada ainda como principal arma. Foi assim que saiu a primeira finalização do segundo tempo, com Lucas tentando a escorada e jogando nas mãos de Adas. Lipe respondeu e testou o frio Decão, que havia entrado no intervalo. Mas não assustou. 
 
O jogo foi seguindo equilibrado nesse princípio de etapa final, mas com o Kiwi vencendo e não sofrendo tantos sustos. Até que, após uma enorme confusão entre jogadores e arbitragem por causa de um meião, o jogo ficou mais de cinco minutos parado. Com o jogo reiniciado de forma quentíssima, Alemão bateu a falta que nas mãos de Decão. Aí, quando tudo dava indícios que o Oscuro perderia a cabeça, Lipe meteu escanteio no miolo e Gu (sempre ele!) apareceu pra desviar a bola às redes de Adas e renascer o Oscuro na partida. 1 x 2! Tudo aberto! 
 
O gol aliado à pilha claramente animou o Oscuro. Milo experimentou de meia-distância e a bola subiu demais. Não podíamos falar que o jogo era equilibrado, mas naquele momento estava. Caioba quase entregou uma bola na saída, mas voltou e desarmou, arrumando a própria burrada que ia fazendo. Era outra a postura do Oscuro, isso era notório. A pergunta que fica é: será que seria suficiente? 
 
Vontade em excesso às vezes também é um problema. Gu chegou pesado demais em Lum e cometeu falta pro Kiwi. Na cobrança, Stein almejou o ângulo e errou. Com o passar do tempo, o Kiwi voltou a tomar o controle do jogo e a criar as melhores chances. Lum fez nova jogadassa, descolou um chute de perna direita, chapadinho, e viu a bola caprichosamente tocar no pé da trave, nas costas de Decão e amortecer. Não entrou!  E o mais incrível, neste último lance, Decão ligou rapidamente Gu, que pela primeira vez no jogo ficou cara a cara com Adas, mas parou no arqueiro e não conseguiu empatar a pelada. Que jogo! 
 
Com o passar do tempo o nervosismo ia se aflorando e os erros iam aparecendo, comprometendo um pouco a criação. Aí o cara que decidiu o jogo começou a querer fazê-lo. Fumagalli tentou praticamente um replay do primeiro gol, trouxe pro meio e soltou o petardo. Decão conseguiu espalmar essa! Na saída pro contra-ataque, Caioba pisou na bola e caiu de bunda. Aproveitando o vacilo, o Oscuro pediu tempo para tentar alguns ajustes e sair pelo menos com o empate.
 
Só que isso não chegou no ouvido dos jogadores do Kiwi. Fumagalli bateu escanteio pela esquerda e já pediu a bola. Ao receber, fez a jogada ‘inmarcável’ nesse jogo, levou pra dentro e chapou com classe, na gaveta! 3 x 1! Jogo resolvido e vitória merecida para os alviverdes. E foi só. O terceiro gol veio no apagar das luzes. 
 
A derrota na estreia para o Senta por 1 x 0 foi cruel para o Oscuro, que mesmo sem ter uma defesa tão vazada, começou com duas derrotas e precisará urgentemente de três pontos contra o também zerado Saidera. Já o Kiwi lidera o Grupo B após duas vitórias e já é quase presença certa no mata-mata. Faz o jogo pela liderança contra o Originais no dia 16.
 
Ficha técnica
 
Kiwi SP 3 x 1 Oscuro – 2ª rodada do Grupo B do Chuteira 100 | Chuteira 5
 
Gols: Fumagalli (2) e Torkar (KSP); Gu (O)
 
Cartões amarelos: Lipe, Lum e Fumagalli (KSP); Gu (O) 

MVPs: 1 - Fumagalli (Kiwi SP); 2 - Lipe (Kiwi SP); 3 - Gu (Oscuro)

Comentários

Total (0)