Notícias  » Jogos

Só Resenha vence e se garante

       

Vitória em jogo de duas viradas assegura vaga na segunda fase
O Só Resenha é o terceiro classificado do Grupo A para a fase final do Chuteira de Ouro. A vitória por 6 x 3 sobre o Império Celeste levou a equipe a 14 pontos, o suficiente para assegurar a vaga e a continuidade no torneio. Já o time azul, derrotado, vai voltar para a Série Prata na próxima temporada.
 
O Resenha começou a partida irresistível. Aos 12 segundos, Uccella tabelou com Jorge Melki e saiu de cara com o goleiro: 1 x 0. Bola no centro de campo, mais um minuto corrido e o segundo dos resenheiros, dessa vez de Chupeta: ele recebeu lançamento na ponta esquerda, bateu cruzado e fez.
 
O Império ensaiou uma reação. Jonny arriscou de fora da área, chutando forte, mas errou a pontaria. Gois recebeu bom passe e marcaria se não fosse o desarme providencial de Vitinho. Em seguida, Gois perdeu grande chance de diminuir: após cruzamento da esquerda ele recebeu sozinho, mas demorou para definir. Para sorte dos celestes, a bola espirrou e voltou para Zukauskas, que encheu o pé e assinalou o primeiro do time.
 
Jogando como fixo no primeiro tempo, Guedes deu grande lançamento para Zé Victor, que por pouco não empatou de cabeça. Também de cabeça, Jorge Melki quase fez o terceiro do Só Resenha. O Império passou a pressionar e aos 16 Zukauskas roubou bola na defesa e mandou chute cheio de efeito que assustou Pirulão. Aos 18, Junior cometeu a sexta falta do Só Resenha no tempo: shoot out. Guedes foi para a cobrança e Fabrício foi mais rápido que o atacante, atrapalhando a conclusão. A pelota ainda sobrou para Zukauskas, que não aproveitou a chance.
 
Resenha ganha, se classifica e força cartões amarelos: recorde de suspensão para a rodada final

No final da primeira etapa o Só Resenha acordou. Uccella escapou bem do marcador e obrigou Gamarra a fazer defesa com os pés. Joelson fintou para cima de Rafinha e bateu de biquinho, mas para fora. Jorge Melki e Uccella fizeram tabela, mas a zaga afastou dentro da área. Do outro lado, Pirulão fez boa defesa em chute de Guedes. Zukauskas perdeu outra grande chance de empatar quando bola afastada por Fabrício parou em seus pés: ele chutou para fora.
 
No último minuto da primeira etapa, Pirulão sentiu a mão e o jogo ficou paralisado; segundo informações, o goleiro já havia entrado em campo com o dedo lesionado e jogava no sacrifício. Nesse meio tempo, Joelson se desentendeu com alguns adversários e foi expulso.
 
Se na primeira etapa o Resenha havia feito dois gols relâmpago, na segunda o Império revidou. No primeiro lance Guedes apareceu dentro da área e finalizou com perigo, mas Pirulão mandou pra escanteio. Tiro cobrado e o mesmo Guedes completou pras redes de cabeça. Pouco depois, aos 2, Guedes segurou a bola no meio e lançou Arai, que bateu rasteiro e virou a partida.
 
O Só Resenha não se intimidou. Passou a tocar a bola com mais capricho e Uccella quase fez em cobrança de falta. Já aos 5, o craque do Resenha recebeu na esquerda e cruzou nos pés de Fabrício, que empurrou pra rede e deixou tudo igual. Em seguida, um lance quase idêntico: Cão avançou na esquerda e cruzou em Jorge Melki, que gastou boa oportunidade.
 
Pirulão evitou gol de Arai em chute de longa distância e no lance seguinte Uccella bateu cruzado e quase fez. O jogo estava aberto. Aos 12 minutos, Jorge Melki desencantou: ele recebeu dentro da área, tirou o zagueiro e tocou por cima de Gamarra. Um belo gol e os resenheiros na frente mais uma vez. A vantagem seria consolidada aos 15, quando Junior desarmou Zukauskas, tabelou com Melki e completou pras redes.  5 x 3 para o Só Resenha.
 
Se não fosse pela trave, Uccella marcaria o sexto aos 16. Zé Victor pode diminuir depois de falha da defesa alviverde, mas mandou pra fora; o Só Resenha sentia a falta do xerifão Fabinho, suspenso. Para evitar problemas com suspensão na fase final, vários jogadores da equipe forçaram o cartão amarelo: foram seis condecorados, entre eles Uccella e Jorge Melki.
 
Pirulão apareceu bem mais uma vez aos 20, quando defendeu chute de Arai. Já Vitinho quase pegou Gamarra desprevinido e por pouco não marcou por cobertura. Zukauskas – que já havia protagonizado alguns lances curiosos ao longo da partida – encerrou sua participação em campo com uma bicicleta nada ortodoxa; a bola saiu pela lateral. No apagar das luzes, Fabrício fez o sexto, de cobertura.
 
O placar final decretou o rebaixamento do Império Celeste. O próximo jogo do time, para cumprir tabela, é contra o líder Med Taubaté. O Só Resenha, terceiro, pega o É Verdadeee, que ainda não assegurou a sua vaga.
 
Ficha Técnica
 
Império Celeste 3 x 6 Só Resenha - 8ª rodada do XVII Chuteira de Ouro
 
Gols: Zukauskas, Guedes e Arai (I); Fabrício (2), Uccella, Chupeta, Jorge Melki e Junior (SR)
 
Cartões amarelo: Gui Rosis, Zukauskas e Jonny (I); Junior, Jorge Melki, Jéhmires, Joelson, Chupeta e Uccella (S)
 
Cartão vermelho: Joelson (SR)
 
MVPs: 1 – Uccella (SR); 2 – Fabrício (SR); 3 – Jorge Melki (SR)

Comentários

Total (1)
  1. Luis Francisco de Oliveira Santos Só Resenha 15-05-2014 08:16:10

    Primeiramente gostaria de cumprimentar o time do Império Celeste, que pelos jogadores que tem não mereciam voltar a Série Prata, mas sei o quanto é difícil jogar com a obrigação de vencer os seus jogos e também depender de outras muitas combinações de resultados. Pena que no jogo contra o Só Resenha, preocuparam-se mais em "apitar" o jogo do que jogar bola. Com relação a matéria, algumas informações não são fidedignas, como por exemplo a defesa de Pirulão no shoot out, e quem no rebote colocou para fora foi o Junior e não o Fabricio. Com relação a contusão de Pirulão, ele luxou o dedo em um choque com a trave, depois que tirou a luva verifiquei a luxação, coloquei o dedo no lugar, aí imobilizou-se o dedo, e ele continuou no jogo, pois não tínhamos reserva, e, quando quiser informações sobre contusões de nosso time, pergunte para nós e não vá atrás de "segundo informações", pois o que escreveu não é verdadeiro. E o Joelson não se desentendeu com alguns jogadores, ele se desentendeu com o técnico do Império Celeste(que foi expulso junto com o Joelson, mas a reportagem não retrata), que menosprezou o Só Resenha, chamando-nos de timinho, e outra palavras impronunciáveis.