Notícias  » Jogos

Resenha vira pra cima do Zenite

       

Times protagonizaram grande jogo, mas Uccella e cia. fazem grande segundo tempo e ganham mais uma
Só Resenha e Zenite fizeram, no encerramento da 3ª rodada, um duelo que valia as primeiras colocações do Grupo B. Os dois times tinham 6 pontos – duas vitórias nos dois primeiros jogos – e  quem vencesse poderia  tomar até tomar a liderança do CAV. Quem levou a melhor foi o Resenha, que fez um grande segundo tempo após perder na primeira etapa por 3 x 1, virando pra 4 x 3.
 
O jogo foi pegado desde o começo. A primeira finalização veio de Joelson, que recebeu dentro da área e bateu muito forte. Já o Zenite colocou a bola na rede na sua primeira tentativa: Vini deu um bolão pra Fê Rampazo, que chutou e contou com ajuda de Luis Henrique para abrir o marcador. E Rampazo teve a chance de fazer mais um quando disparou da defesa em velocidade, mas foi barrado por falta de Vitinho.
 
O Resenha tentou reagir rápido. Uccella tirou o zagueiro pra dançar e bateu forte, para defesa de Leo Ballestero, que jogou com a camisa 21. Depois Uccella trabalhou com Jorge Melki, que serviu Reyna; o chute passou por cima do travessão.
 
Ironicamente, a jogada do segundo gol azul começaria também com Uccella: ele perdeu a bola para Léo Alário no campo de ataque, que avançou, tirou do marcador resenheiro e bateu forte. 2 x 0.
 
Mas o próprio Uccella diminuiria pouco depois. Ele recebeu lançamento e dividiu com Leo Ballestero, que pareceu levar a melhor num primeiro momento. Mas o goleiro e a zaga se enrolaram e a bola voltou pra Uccella, que, mesmo sem ângulo, conseguiu botar dentro das redes. Em seguida Uccella chutou de fora e exigiu grande defesa de Ballestero. Depois Uccella e Melki apertaram Ballestero, que foi obrigado a dar um chutão. Melki interceptou e bateu, mas a bola bateu em Uccella e saiu.
 
O Resenha pressionava, mas o Zenite era mais objetivo. Apenas dois minutos após o gol alviverde, Vini aprontou novamente. Ele fez bela jogada pela direita e passou para Rapha, que não alcançou; já Fabinho, que tentava tirar, acabou completando pra dentro. O gol ficou com Vini. Uccella respondeu cruzando para Jorge Melki, que não diminuiu por pouco. Melki tentou de novo, em jogada solo, mas Ballestero defendeu bonito.
 
Além de Ballestero, a zaga do Zenite também fazia um bom trabalho. Max era o que mais desarmava e chegou a levar perigo de gol em um chute cruzado da direita. Aos 20, Dutra enfiou para Guga dentro da área, mas Luis Henrique saiu bem. Uccella tentou de fora, sem sucesso. Fabinho também arriscou de longe e encobriu o gol. Joelson levou perigo em cabeçada. E antes do intervalo Fernando quase fez o quarto do Zenite.
 
O Resenha veio pro segundo tempo cheio de vontade. Fabinho deu grande passe pra Feijão, que sofreu falta; ela foi cobrada em dois toques, Uccella chutou forte e a bola desviou: escanteio. Após a cobrança, Jorge Melki foi mais rápido que a zaga e fez o segundo do Resenha. O Zenite sofreu uma pressão. Em nova falta, Jorge Melki quase empatou. Uccella tentou quase do meio de campo e assustou Leo.
 
O Zenite respondeu com Léo Alário batendo de fora, mas Luis Henrique defendeu. Vini deu grande passe para Fê Rampazo, que acertou a trave. Mas o jogo estava pro Resenha: Melki recebeu passe dentro da área e faria se não fosse Negão dividindo. Na jogada seguinte Fabinho deu grande passe pra Duzinho invadir com toda a calma do mundo e empatar.
 
Os times fizeram uma parada e o Zenite voltou mais ousado. Rampazo recebeu de Rapha mas parou em Luis Henrique. Vini tentou na esquerda e tirou tinta da trave. Depois o trio de ataque zica fez bela jogada: Rapha mandou bolão pra Vini, que ajeitou de cabeça para Fê Rampazo testar por cima do travessão. Mas a dupla resenheira também estava afiada e Melki quase fez após belo passe de Uccella; Leo Ballestero defendeu.
 
O Zenite cometeu a sua quinta falta com 15 minutos e teve que se conter até o fim da partida. Fabinho avançou da defesa e bateu forte; Ballestero defendeu de novo. O goleiro salvou mais uma quando Joelson deixou Dutra pra trás e chutou. Fê Rampazo não estava em um dia de sorte e acertou a trave de Luis Henrique mais uma vez.
 
Aos 20, o juizão apitou o fim da partida. Era engano e a bola voltou a rolar. Melhor para o Resenha. A pressão deu resultado aos 23: a jogada começou com Feijão dando lindo chapéu na esquerda. A bola passou de pé em pé até chegar em Bahia, na esquerda, que bateu cruzado, no meio do gol e virou a parada.
 
O Resenha ainda poderia fazer o quinto caso o juiz marcasse falta acintosa de Rapha em Fabinho no campo de ataque do zica – seria a sexta. Correndo contra o tempo, o Zenite pressionava, mas era a vez do time do delegado se fechar. No último lance, Fê Rampazo recebeu do escanteio e bateu pra fora.
 
A partida deixou claro o que já se desenhava nas primeiras: com a decadência do Bacana, Só Resenha e Zenite são os maiores rivais do CAV no Grupo B e provavelmente vão lutar pelos primeiros lugares até o fim. O alviverde é o vice-líder e pega o Fúria, que ainda não venceu, na quarta rodada. O Zenite, quarto, enfrenta o TáLigado, quinto.
 
Ficha Técnica
 
Só Resenha 4 x 3 Zenite - 3ª rodada do XVIII Chuteira de Ouro
 
Gols: Uccella, Jorge Melki, Duzinho e Bahia (S); Fê Rampazo, Léo Alário e Vini (Z)
 
Cartões amarelo: Joelson (SR); Rapha (Z)
 
MVPs: 1 – Uccella (Só Resenha); 2 – Jorge Melki (Só Resenha); 3 – Vini (Zenite)

Comentários

Total (1)
  1. Luis Henrique Só Resenha 24-09-2014 14:14:54

    Corrigindo, no último gol do resenha, foi o nosso jogador Duzinho,e não o feijão, que deu um lindo chapéu no rampazo, driblou o segundo adversário, passou para o fabinho, e este fez um lindo passe para o Bahia...\r\n\r\nE o resenha iria, e vai brigar pelo primeiro lugar do grupo e pelo título independente da decadência ou não do bacanas ou de qualquer outra equipe!\r\n\r\nAVANTE RESENHA!!!!!