Notícias  » Jogos

DE VIRADA É MAIS GOSTOSO

       

Alunos ensina dura lição ao Hooligans e vence com propriedade
A soberba e o orgulho são pecados capitais em que geralmente são duramente penalizados pelos deuses do Futebol. Essa lição foi aprendida a duras penas pelo Hooligans, pois estava vencendo por 3 x 1 mas abdicou do ataque por acreditar que estava numa vantagem no placar que não poderia mais ser tirada. Ledo engano, e o Senta os Alunos foi o mestre. No final, 5 x 2 para os atletas de branco contra os alviverdes.
 
Os dois times vinham de situações distintas, pois os estudantes vieram de derrota para o Schalkebrada e precisavam da reabilitação. Do outro lado, o Holligans, que ainda tem uma partida a menos, debutou no Chuteira 5 com uma vitória sobre o Bicho Solto e estava com a moral alta.
 
A partida começou com o time alviverde arrasador, encurralando o adversário e ditando o ritmo de jogo. Mas, tudo isso só ficou baseado na ‘ameaça’, pois o Hooligans não mostrava um ataque eficiente, e aos poucos, o Alunos conseguia equilibrar as ações no meio da quadra.
 
Só aos 9 minutos que um ataque foi realmente bem executado. Luci correu pela direita e bateu forte, cruzado, mas Negueba fez uma grande intervenção, mandando a bola para o lado oposto. Mas, eis que Cacique conseguiu escapar pela direita e cruzar na medida para Profeta ir no segundo andar e cabecear de cima para baixo, inaugurando o marcador. 1 x 0! Em seguida, Cacique, mais uma vez, tentou um arremate oriundo do lado esquerdo, indo para fora pelo lado contrário.
 
A partir daí, os estudantes queriam fazer a lição de casa e tentar pôr em prática o que aprenderam desde o ano passado, que a melhor defesa é o ataque, no entanto, faltou qualidade e pontaria até o fim do primeiro tempo. O mesmo problema não tinha os ingleses, já que buscavam a todo custo povoar a área adversária e não deixar brechas para o adversário, no entanto, seu ataque já não estava tão afiado.
 
E, quando pensava-se que mais nada de interessante saísse da primeira etapa, shoot out marcado para os alunos. Nadal (guarde esse nome) apresentou-se para a cobrança. O camisa 77 correu, deu três toques na bola, o goleiro deitou-se, e Nadal teve todo o espaço do mundo para encobri-lo, mas estranhamente chutou em cima de Pança, que substituía o ausente Nicaretta.
 
Momentos depois, Perna cometeu uma ação digna de ir para o seu histórico escolar: deu um passe para Luci, que não teve perdão, bola na caçapa esquerda, onde a coruja dorme. 2 x 0! Num ataque que tinha tudo para terminar em gol, Juba arrematou uma bomba da entrada da área, só que Ian percebeu seu goleiro fora do lance e jogou-se ao chão, não permitindo que a bola passasse. O primeiro tempo foi arrastando-se com a vontade dos dois times indo literalmente por água abaixo da chuva que caía torrencialmente pela quadra.
 
Na volta para a segunda etapa, e antes mesmo que os cronômetros cravassem o primeiro minuto, os alunos conseguiram diminuir. Ian apanhou um rebote na intermediária esquerda e bateu forte no lado oposto, a bola acabou entrando, sem chances para Pança. 1 x 2!
 
Em seguida, Theo fez um magistral cruzamento da esquerda para a direita, encontrando a cabeça de Profeta, que mandou de cima para baixo, surpreendendo Negueba. 3 x 1! Se estava escrito que o Hooligans iria vencer essa partida da maneira fácil, o próprio Profeta deveria ter previsto que a resposta seria não.
 
A partir do terceiro revés que tomou, o Senta os Alunos se pôs em prática de prova de fim de ano e foi para o tudo ou nada. O Hooligans, por outro lado, atacava cada vez menos, e cada vez mais sem vontade.
 
Minutos depois, Avelar avançou pela direita e cruzou para Taci chegar chapando de bate e pronto, diminuindo a desvantagem mais uma vez. 2 x 3! Não demorou muito e André subiu ao ataque tabelando com Nadal, até que o camisa 77 ficasse perto o suficiente do gol para desferir um canudaço no ângulo esquerdo de Pança, empatando a partida. 3 x 3! Muita festa no lado da escola, mas os alviverdes começaram a se entreolharem, pois aquele time que parecia morto até pouco, já demonstrava bravura.
 
Não deu nem tempo de os alviverdes entenderem o que estava acontecendo e já sofreram outro baque. Nadal recebeu pouco depois da linha de centro, calibrou o pé e mirou no canto direito de Pança, virando o jogo para os alunos. 4 x 3! Na tentativa de novo empate, Gui experimentou a violência de seus chutes de cobrança de falta, a bola perigosamente beijou a trave de Negueba, a bola acabou sobrando para o próprio Gui, que mandou para fora.
 
Num ataque fulminante dos alunos, Perna disparou para a frente e pediu a bola para Nadal, que vinha correndo atrás, mas o camisa 77 nem deu atenção, e quase sem ângulo, pelo lado esquerdo da quadra, mandou um tirombaço no ângulo esquerdo de Pança, aumentando ainda mais a vantagem. 5 x 3! Os jogadores do Hooligans já não sabiam mais como agir, pois os alunos já não erravam no sistema defensivo e apostavam sempre nos contra-ataques rápidos com Nadal.
 
Aliás, Nadal converteu-se no artilheiro da quadra com três tentos anotados, mostrando que um resultado adverso pode ser revertido no peito e na raça de quem acredita. Se os alunos acreditaram até o final que poderiam vencer, a mesma fé não ocorreu entre os ingleses, pois a cada insucesso, recolhiam-se mais em sua área para não tomarem uma goleada épica.
 
Ficha técnica
 
Hooligans 3 x 5 Senta os Alunos – 3ª rodada do XI Chuteira 5
 
Gols: Profeta (2) e Luci (H); Nadal (3), Ian e Tassi (SA)
 
Cartão amarelo: Nadal (SA)
 
MVPs: 1 – Nadal (Senta os Alunos), 2 – Profeta (Hooligans), 3 – Tassi (Senta os Alunos)

Comentários

Total (0)