Notícias  » Jogos

NIGHT SEM MIGUÉ!

       

Danonight toma sustos, mas vira sobre o Real Migué e se mantém 100%
Danonight e Real Migué fizeram um duelo para dizer realmente quem é quem nesse grupo. Isso porque, mesmo com 100% de aproveitamento até então, o Danonight só havia enfrentado os dois sacos de pancadas da chave e precisava se afirmar diante de um Migué instável. Após um primeiro tempo surpreendente, K10 e companhia não se abalaram com os dois gols contra logo no começo, empataram ainda na etapa inicial e buscaram a vitória no segundo tempo. No final, 7 x 4 para o Danonight e 9 pontos na conta. 
 
Assim que o melão rolou, ficou claro que o ímpeto do Danonight era maior. Primeiro, os jogadores se atiraram na bola e evitaram que o Migué disparasse pro gol na saída de jogo. Depois, na primeira posse ofensiva, Mahana encontrou Gagol entrando livre no lado direito, enfiou e viu o companheiro carimbar o travessão de Dani Alves. Que cartão de visitas! 
 
Com poucos instantes em quadra, via-se um Danonight mais organizado e com táticas mais pré-definidas. K10, Mama e Bruninho começavam a trocar bons passes e aparecer. Bruninho arriscou de perna direita e assustou o banco de reservas do Migué. Logo depois, Rike sentiu um desconforto e já precisou sair de quadra pelos lados da realeza. 
 
Tudo indicava que o Danonight abriria o placar e facilitaria o jogo. Até porque, além de jogar mal no início, o Migué contava com a sorte para não sair atrás. Gagou levantou a bola na área e ela iria tranquila nas mãos de Dani Alves, mas ele soltou e jogou no colo de Mahana, que, assustado, só reagiu tardiamente e acertou novamente a trave! Incrível! No lance seguinte, mais um petardo de fora, dessa vez de Caio Mena, que Bruninho não conseguiu aproveitar o rebote. 
 
Mas aí, meus senhores, precisamos lembrar que estamos falando de futebol! Bola esticada em profundidade para Guto, ele dividiu com a marcação e descolou o lateral. Detalhe que, após esse lance, rolou uma pequena discussão entre os jogadores do Migué, insatisfeitos com o próprio desempenho até então. No lateral, Guto encontrou a cabeça de Biel, que, mesmo sem sair do chão, desviou com estilo e colocou a bola no cantinho de Johnny! 1 x 0!
 
Não foi só isso, não. O gol mudou completamente a postura do Migué em quadra, pelo menos por alguns instantes. Aproveitando o embalo do gol, Gustavo carregou com velocidade e esperou o tempo certinho para distribuir na esquerda, só que Moura chegou dividindo com Johnny e não aproveitou. Um minuto depois, Guto foi parado por Guigou e o Migué teve uma oportunidade frontal. Guto mesmo cobrou e exigiu boa defesa de Johnny, que mandou a pelota pra escanteio. Aí que mora o perigo! Bola erguida na área do Danonight novamente por Guto e testada violenta de Rotta. Golaço! 2 x 0! Quem diria?! 
 
Imediatamente após tomar o segundo gol o Danonight pediu um tempo. Parecia mentira a reviravolta que havia acontecido no jogo em questão de minutos. Enfim, o papo deve ter sido bom, pois na volta viu-se novamente aquele Danonight dos primeiros minutos. Bruninho disparou outra bomba e Dani Alves buscou lindamente. Esse jogo estava cheio de pegadinhas. No escanteio oriundo da grande defesa de Dani, a bola espirrou e Bruninho pegou outro chute da entrada da área, meio mascado. A grande quantidade de jogadores na frente atrapalhou e Dani Alves acabou aceitando. 1 x 2! Jogo completamente aberto! 
 
Parece que ter tomado o primeiro gol desmontou o Migué, mesmo o time ainda com a vantagem no placar. Isso porque, não demorou muito para o Danonight empatar a peleja! Muita raça de Guigou para recuperar a bola na esquerda, tabelar com o irmão Gagol e servir K10, que encontrou uma brecha entre dois defensores e igualou o marcador! 2 X 2! 
 
O Danonight nem precisou remar tão forte para chegar ao empate, mas parece que após esses dois gols relâmpagos o time achou meio que ganharia o jogo a qualquer momento, mas o primeiro tempo seguiu empatado até o fim! Com disputas quentes, os dois times se anularam e o jogo foi se arrastando até o intervalo. 
 
As melhores chances ainda do primeiro tempo vieram com participação de Gagol. Na primeira, na base do lançamento de Johnny, o danonight 99 tentou encobrir Dani Alves com um toquezinho de cabeça e acabou mandando fraco demais! Depois foi a vez de ele servir Mama livre na marca penal, mas de forma inacreditável ele chutou pra fora e viu o juizão encerrar a primeira etapa! Belo jogo! 
 
No segundo tempo, tudo aquilo que se esperava como um todo aconteceu. Por mais que no intervalo os jogadores do Migué tenham falado que o time do Danonight havia cansado, não foi isso que se viu . A primeira chance perigosa, no entanto, ainda foi do Real Migué. Belo chute rasteiro de Biel e boa intervenção de Fidel (arqueiro danonighter da etapa final)!
 
Logo aos 2 minutos veio a virada dos laranjas. Caio Mena bateu de fora e a redonda saiu desviada pra escanteio. Corner rapidamente e inteligentemente movimentado por Mama na direção de K10, que sem deixar cair tocou pro fundo das redes. 3 x 2! Que virada! 
 
Agora a situação do Migué era delicada, pois se já estava difícil ganhando, quem dirá tendo que correr atrás. Naturalmente a equipe cedia mais espaços em busca do empate. Mama meteu um elástico digno de Rivellino e quase deu uma assistência para Gagol, que novamente perdeu a oportunidade de deixar sua marca. 
 
O jogo era maluco. Quando parecia que o Danonight não sofreria mais, Léo chutou de fora e o desvio quase matou Fidel, que se esticou todo e evitou o gol no contrapé. No escanteio, mais uma “assistência” com a mão de Guto para Biel completar de cabeça no primeiro pau! 3 x 3! Simplesmente impressionante a fragilidade aérea do Danonight. A parte ofensiva, contudo, compensava. Não deu nem tempo de os jogadores do Migué comemorarem o terceiro gol porque, menos de um minuto depois, K10 apareceu para fazer também o seu terceiro! Hat trick! O camisa10 bateu firme de fora da área e acertou o cantinho de Dani Alves. 4 x 3! 
 
Agora, sim, parecia que o jogo tomava “caminhos mais naturais”, se é que podemos dizer assim. O gol imediato abalou o Migué, que seguia insistindo muito na bola aérea. Moura teve boa chance de cabeça para fazer o quarto, mas mandou por cima. A essa altura, na verdade, o jogo era aberto. Por mais que o Danonight fosse mais time, o Migué não se entregava e buscava o empate.  Alex conseguiu fazer o pivô, girar e bater pro gol, mas novamente Fidel defendeu com estilo! 
 
Aí, de novo em boa jogada de Bruninho, Gagol recebeu na direita e arrematou mais uma bola na trave! O gol dele amadureceu tanto que saiu. Caio Mena bateu de perna esquerda, Dani Alves espalmou para o alto, do jeito que dava, e a bola caiu no colo de Gagol, que só complementou para a rede. 5 x 3! Finalmente uma folga no placar. 
 
Depois disso era tudo ou nada para o Migué, que ainda luta por uma vaga na fase final! Um possível pontinho do empate era valioso e se lançou ao ataque! Todavia, o tempo era curto, e o cansaço, cada vez maior. O jogo foi ficando mais fácil e o Danonight desperdiçando algumas chances. Até que K10 abriu na esquerda, Calove rolou pro meio e Léo Braz só mandou a bola pra rede. 6 x 3! 
 
Com o placar já resolvido e o jogo rumando para aquele tradicional garbage time, ainda teve tempo de saírem dois gols! O primeiro deles foi bem digno da minutagem do jogo: K10 abriu na ponta direita, Zeppini chutou e Dani Alves acabou engolindo um peru! 7 x 3! E, mesmo depois de tomar três gols na bola aérea, o Danonight tomou o quarto! De novo ela foi erguida por Guto, mas dessa vez foi Gustavo quem cabeceou para o gol. 4 x 7! Se fica um ponto positivo e explícito para o Danonight corrigir é a bola aérea. Fim de jogo!! 
 
Na próxima semana, o Danonight encara o Sauna em duelo direto pela liderança do Grupo A. Já o Migué vai tentar tirar ponto do Maestria, um dos favoritos, antes do confronto direto ante o Bicho Solto – na última rodada. 
 
Ficha técnica
 
Real Migué 4 x 7 Danonight – 3ª rodada do Grupo A do Chuteira 100 | Chuteira 5
 
Gols: Biel (2), Rotta e Gustavo (RM); K10 (3), Bruninho, Gagol, Léo Braz e Zeppini (D) 
 
Cartões amarelos: Biel e Burgato (RM); Caio Mena e Léo Braz (D)

MVPs: 1 - K10 (Danonight); 2 - Bruninho (Danonight); 3 - Biel (Real Migué) 

Comentários

Total (0)